Publicações Ody & Keller Advocacia e Assessoria Empresarial
Asset 4.png
  • Ody&Keller

Feira segue no rumo do franco crescimento

Otimista com o resultado da Zero Grau – Salão de Tendências em Calçados e Acessórios, o diretor da promotora Merkator Feiras e Eventos, Frederico Pletsch, afirmou, já no segundo dia da mostra, que a quantidade de negócios fechados, em valores, supera os números do ano passado. A Zero Grau ocorreu de 19 a 21 de novembro, em Gramado/RS, e reuniu em torno de 600 marcas de calçados de diferentes regiões do Brasil, que mostraram as novidades para a próxima temporada de inverno. No panorama geral, o clima foi de entusiasmo entre lojistas e expositores, que acreditam no crescimento da feira.

Uma das 195 fabricantes que expuseram na feira foi aMiucha (Três Coroas/RS). Com estande movimentado e coleção variada, a marca apostou no preço para atrair a clientela. De acordo com Rafaela Blauth, do departamento de Marketing, todos os modelos da Miucha têm preço igual ou inferior a R$ 79,90. “Os modelos mais caros são os coturnos e os que ultrapassaram os R$ 79,90 foram excluídos da coleção”, diz. A empresa produz 3 mil pares diariamente, sendo que 20% são destinados à exportação, e apresentou sua coleção completa na Zero Grau.

Focando nas vendas para janeiro, a Pegada (Dois Irmãos/RS) apresentou mais de 30 linhas de calçados masculinos, que possibilitam mais de mil combinações de cores. O diretor comercial da marca, Astor Ranft, explica que a feira foi bem melhor do que a primeira edição, em 2011, e acredita no crescimento da mostra. “Como temos muitos modelos, até queríamos um estande um pouco maior, mas não conseguimos”, diz. APegada, que produz 17 mil pares/dia, recebeu clientes de todo o Brasil durante a feira. “O lojista já está beliscando”, resumiu Ranft.

PLANOS – Conforme Pletsch, a edição 2013 da Zero Grau deve crescer ainda mais. “No ano que vem queremos utilizar mais pavilhões, dobrando o tamanho da mostra”, afirma o diretor da Merkator. Este crescimento deve ser tanto no número de expositores, quanto no tamanho dos estandes.

Outro plano para a terceira edição da feira é a implantação da climatização nos pavilhões do Serra Park. “Não depende de nós, promotora, mas vamos batalhar pelo ar condicionado junto ao município e à prefeitura”, sinaliza Pletsch.

Apesar do sucesso da mostra, o dirigente lamentou a ausência do governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro. Para Pletcsh, a presença de Tarso mostraria seu apoio ao setor. Por outro lado, o evento contou com a visita da governadora do Rio Grande do Norte, Rosalba Ciarlini.

COMPRAS – Entre os lojistas que circularam pelo Serra Park atrás de novidades, o casal de equatorianos Veronica e Humberto Castillo (Guayaquil), que têm uma rede de cinco lojas chamada Shoe Store, procurava modelos bonitos e de qualidade. O objetivo era comprar cerca de cinco marcas. Conforme o casal, as equatorianas adoram os calçados brasileiros.

A proprietária das duas lojas Empório B Calçados, Janaína Dalanora (Santa Maria/RS), revela que sempre acaba gastando mais quando faz compras para o inverno. “Vi muita coisa bonita e comprei cerca de 60% dos produtos que vou oferecer no inverno”, diz. Janaína classificou a feira como ótima e comprou cerca de 10 marcas diferentes.

Para a proprietária da DBM Marcondes Calçados (Sumaré/SP), Deborah Marcondes, a Zero Grau também foi uma oportunidade para aproveitar descontos na coleção de alto verão. “Consegui sapatos a pronta-entrega com até 50% de desconto”, comemora.

Fonte: Exclusivo Online – acessado em 22/11/2012 – http://goo.gl/cHDDY

0 visualização

Publicações