Publicações Ody & Keller Advocacia e Assessoria Empresarial
Asset 4.png
  • Ody&Keller

FEE aponta que 18 municípios gaúchos enquadram-se em alto desenvolvimento

O Rio Grande do Sul teve, em 2010, Índice de Desenvolvimento Socioeconômico (Idese) de 0,727, o maior valor da série histórica, que iniciou em 2007, quando o Idese era de 0,699, um aumento de 4% de 2007 a 2010. O aumento foi puxado pela expansão do Bloco Renda, que cresceu 6,1% no período. Educação teve crescimento de 4,2% e Saúde, 2%. Os dados foram divulgados na manhã desta quinta-feira (03/04) pela Fundação de Economia e Estatística (FEE).

O município de Carlos Barbosa lidera o ranking do novo Idese em 2010, com índice de 0,848, caracterizado pelo alto desempenho em todas as áreas. Aratiba (0,835) e Nova Araçá (0,834) são respectivamente o segundo e terceiro colocados no ranking. Thomas Kang, economista da FEE, ressalta que 18 municípios gaúchos enquadram-se em alto desenvolvimento, com índice acima de 0,800.

O Idese é um índice sintético, inspirado no IDH, que abrange um conjunto amplo de indicadores sociais e econômicos, classificados em quatro blocos temáticos: educação; renda; saneamento e domicílios; e saúde. O objetivo, segundo a FEE, é “mensurar e acompanhar o nível de desenvolvimento do Estado, de seus municípios e dos Coredes, informando a sociedade e orientando os governos (municipais e estadual) nas suas políticas socioeconômicas”. O Idese varia de zero a um e, assim como o IDH, permite que se classifique o Estado, os municípios ou os Coredes em três níveis de desenvolvimento: baixo (índices até 0,499), médio (entre 0,500 e 0,799) ou alto (maiores ou iguais a 0,800).

Fonte: Jornal do Comércio – Acesso em 04/04/2013 – http://goo.gl/VzZEOZ

1 visualização

Publicações